Ultrabooks reservam espaço nas lojas. Vale conhecer

 
Ultrabook Asus

Desde o final de 2010 se fala da nova geração de computadores, chamados de Ultrabooks. Há mais de 2 anos trabalhando nesse novo composto, os Ultrabooks seriam a evolução das linhas de Notebooks e Netbook atuais. Diante de mais uma inovação do mercado de tecnologia, que nos últimos meses começou a realmente reservar seu espaço nas estantes físicas e virtuais das lojas, a pergunta que surge é se conseguirá penetrar na sociedade com a assertividade de produtos como smartphones e tablets. Saiba um pouco mais sobre os Ultrabook e tire suas conclusões.

Com o lançamento do Asus UX 21 na Computex de Taiwan e de outras perspectivas das demais fabricantes, o burburinho se elevou em torno dos Ultrabooks, que são promessa para compor as estantes das lojas nos próximos meses. A ideia é diminuir a diferença entre Notebooks e Tablets. Não é um Netbook, sobretudo porque os Netbooks entraram para valer no mercado antes dos Tablets e depois não evoluíram mais. Surge, então, nos holofotes, desde o final de 2010, a ideia dos Ultrabooks. E do final do primeiro semestre de 2011 para cá, as montadoras começaram a oferecer seus primeiros modelos.

O QUE SÃO OS ULTRABOOKS

São computadores portáteis no estilo de Notebooks, mas com a promessa de maior autonomia de bateria, menor espessura, além de preços mais competitivos que alguns Tablets, dentre outras vantagens. Para se diferenciar mais ainda dos Notebook, por exemplo, os Ultrabooks chegam com a promessa de ganho de desempenho, inicializando instantaneamente. Com os processadores i5 e i7 mais acessíveis, os Ultrabooks já se apresentam com esse ganho visível. O custo-benefício prometido também está em torno da economia de energia, com tecnologia que evoluíram dos atuais processadores de vídeo.

Há quem afirme que os Ultrabooks são os Netbook maiores e com melhor desempenho até mesmo que os Notebook. Outras pessoas dizem que são a prévia da nova geração de máquinas, com processadores que ainda evoluirão muito em autonomia de bateria e processamento. O fato é que na briga entre as máquinas, cada uma possui sua utilidade específica para cada atividade. Por exemplo, Tablets para execução de trabalhos de longo tempo e rico em detalhes, como design, programação, atividades de contabilidade e outros negócios, não são tão bem úteis quanto máquinas maiores. Já para atividades de gestão executiva, vendas e aulas, por exemplo, Tablets e até Smartphones resolvem em tempo. E onde entram os Ultrabooks, visto que os Netbook não servem para hard jobs e Notebook são grandes e pesados demais para uma fácil mobilidade? Particularmente, para entender o uso dos Ultrabooks, só consigo pensar no Macbook Air! ; )
 
 

Veja aqui outras matérias que falam dos Ultrabooks e sua entrada nas lojas:

————

wgabriel

W. Gabriel de Oliveira (@wgabriel1) é professor de Marketing Digital, analista de estratégias Web e pesquisador. Mantém o blog wgabriel.net, onde comenta sobre internet e marketing.

Sobre wgabriel

http://wgabriel.net/wgabriel/

Deixe uma mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s