O design pode salvar os jornais impressos

TED Ideas worth spreading

O mérito desse pensamento é de Jacek Utko, que, em uma palestra rápida e direta no TED, passou uma super mensagem sobre como os jornais impressos precisam se reinventar para estimular novamente seus leitores.

 

Imagem retirada do Blog do TED

Segundo as ideias de Jacek Utko, é possível que os mais simples projetos ou setores possam chegar ao mais alto nível de desenvolvimento. Assim ele observou exemplos como o do Cirque du Soleil e resolveu tentar também se tornar um.

Jornais impressos: por que tão iguais, com as mesmas ideias dos concorrentes, pautas comuns, clima por vezes sombrio e sério demais, tão sem arte? Jacek Utko enfrenta os discursos pessimistas quanto ao fim asfixiado dos jornais impressos e propõe o que todo amante dos newspappers sonha, uma renovação para não morrer velho demais, um ressurrecto, um sobressalto… E no auge de suas conquistas profissionais, as convicções de Jacek Utko colocar o design como o elixir da longa vida para os velhos companheiros impressos.

São ideias revisadas por Jacek Utko para alavancar novamente os jornais:

  • Ser grátis;
  • Ter tamanho tabloide, ou menor, A4;
  • Ser regional, dirigido pelas comunidades;
  • Ser voltado a nichos, como para grupos empresariais (mesmo sendo mais caro);
  • Ser voltado para Opinião;
  • Ter menos fatos, mais interpretações;
  • Chegar bem cedo, para ser lido no café da manhã, antes de ouvir o rádio no carro, acessar e-mails no trabalho e assistir à TV à noite, por exemplo.

São motivos para ver o design como grande estimulante para o consumo de jornais:

  • Cada capa ou páginas internas especiais feitas individualmente;
  • Liberdade criativa, utilizando arte para impacto de informação;
  • Uso da primeira página como assinatura do perfil de design;
  • Possibilidade de contar histórias para além das palavras, com uso de metáforas e atingindo os canais subjetivos do leitor. Ou seja, novas experiências.

 

O fato é que tudo fica velho. Junto a isso, vem o desestímulo dos usuários, o pouco encanto diante de quem seria um novo consumidor e o fim, quando não se vê mais sentido para existir. Mas quem quer ainda existir se renova, não deixa os fãs irem embora e oferece sempre um sentido para existir.

E qual o sentido para os jornais impressos? Como pode encantar seus usuários e não os perder para outros meios? E como se complementar com os outros meios de forma que possa coexistir? São desafios que podem sim começar pelo design, como fala o artista Jacek Utko, mas certamente faz parte de todos os aspectos. Afinal, o consumidor mudou de geração; os jornais, ainda não.

.

W. Gabriel de Oliveira - Blog EmediataW. Gabriel de Oliveira (@wgabriel1) é professor de Marketing Digital, analista de estratégias Web e pesquisador. Mantém o blog wgabriel.net, onde comenta sobre internet e marketing.

Sobre wgabriel

http://wgabriel.net/wgabriel/

Um pensamento sobre “O design pode salvar os jornais impressos

  1. […] This post was mentioned on Twitter by Nayane Monteiro and e-mediata, Nayane Monteiro. Nayane Monteiro said: O design pode salvar o jornal impresso http://bit.ly/edif1I […]

Deixe uma mensagem

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s